sexta-feira, 8 de abril de 2016

ÒNÍRÀ: A SENHORA DE IRÁ

Por Thonny Hawany

Ònírà, senhora de Irá, é um dos òrìṣà mais complexos dentre todos os òrìṣà. Ela pode ser impulsiva, geniosa, tensa e intempestiva; mas, ao mesmo tempo, pode ser generosa, tolerante e compassiva.

Segundo relatos, Ònírà, quando viveu na terra, foi uma guerreira que pertenceu à família real de Irá, pequena cidade do Estado de Kwara, localizada nas proximidades de Offa, na República Federativa da Nigéria.

Ònírà queria ser rainha, mas vivia numa sociedade patriarcal em que as mulheres não podiam herdar o trono. Tanto era a sua vontade de governar seu povo que declarou guerra a todos os homens na linha de sucessão, por isso foi tida como uma guerreira muito violenta.

No Brasil, Ònírà é cultuada como se fosse um dos caminhos de Iansã. No entanto, conforme está consignado nos itans, ela é um òrìṣà em si mesma assim como as outras iabás: Òyá, Òṣùn, Iemanjá, Naná(n), Yewa, Otin.

Num dos mais populares itans que fala sobre Ònírà, depois de quase morrer afogada no reino de Òṣùn, ela é enviada por Òṣàlá para o reino de Òyá onde deveria aprender tudo sobre a arte de dominar os eguns.

Se nessa passagem, Ònírà foi enviada por Òṣàlá para conviver com Òyá, isso significa que ela não é Òyá e sim um òrìṣà com personalidade e características próprias cunhadas a partir de sua relação com os òrìṣà com os quais ela teve algum tipo de relação: Ògún, Òṣùn, Òṣàlá, Òṣóòsì, Ọmọlu entre outros.

Como saber se um Ònírà é caminho de Òyá (qualidade) ou um òrìṣà a parte? Fácil! Alguém já ouviu dizer que Topé se encontrou ou foi morar com Ipetu? Que Igbalé se encontrou com Bagá(n)? Que Biniká lutou ao lado de Padá? Muito provavelmente não; mas, no itan de Ònírà, está registrado que ela, por um tempo, foi morar com Òyá para aprender a arte de dominar os eguns.

Assim sendo, Topé, Bagá, Biniká, Padá, Igbalé e outras tantas são caminhos de Òyá (qualidades); enquanto Ònírà é um òrìṣà a parte e que compõe o panteão dos òrìṣà africanos. De igual modo, Ònírà não é Òṣùn, visto que com ela conviveu e teve uma relação de muita amizade.


FONTE DAS INFORMAÇÕES: Itan de Ònírà.

Nenhum comentário:

Postar um comentário